O que é Psicodrama?

“Historicamente o Psicodrama representa o ponto decisivo na passagem do tratamento do indivíduo isolado para o tratamento do indivíduo em grupos; do tratamento do indivíduo com métodos verbais para o tratamento com métodos de ação” (J. L. Moreno).

O Psicodrama nasceu em Viena, tendo como marco 1.º de abril de 1921, ocasião em que Jacob Levy Moreno realizou a sua primeira sessão pública de Psicodrama. Sua proposta original vem sendo preservada ao longo do tempo e enriquecida sistematicamente através das contribuições teóricas dos seus seguidores.

Quem é J. L. Moreno?

Jacob Levy Moreno, médico psiquiatra, de origem judaica, nasceu em Bucareste, Romênia em 1889.

Viveu em Viena onde lançou as bases do seu constructo teórico – metodológico, numa época em que as ideias de Freud, o pai da psicanálise, já permeavam vertiginosamente por toda a Europa. Ele propôs tirar o indivíduo do isolamento do consultório e tratá-lo em grupo. Trouxe também a ação dramática para a psicoterapia.

Em toda sua vida teve uma forte ligação com as questões sociais. Frequentava os jardins públicos de Viena, onde contava histórias para crianças com uma expressão dramática que encantava e facilitava a sua comunicação. Trabalhou em assistência aos refugiados da guerra e participou de várias experiências de reabilitação social em campos prisionais, em internatos, com portadores de transtorno mental. A atuação de Moreno junto às prostitutas de Viena é um exemplo do seu interesse pelas questões de cunho social e comunitário. As prostitutas viviam em guetos, segregadas por conta do tipo de atividade que desenvolviam. Não tinham direitos nem leis que as protegessem. Moreno passou a estimular a que elas se reunissem e discutissem seus problemas. A partir desses encontros passaram a se organizar, a ter um advogado que as defendesse no tribunal, um hospital que as atendesse.

Moreno dizia que o “o segredo consistia em encorajar as moças a serem o que eram: prostitutas”. Dessas experiências começou a delinear a ideia do valor terapêutico do inter-relacionamento grupal.

Praticava o teatro da espontaneidade em lugares públicos, que era uma experiência vivencial, onde convidava as pessoas a dramatizarem a sua própria história de vida e os seus conflitos, indo de encontro à forma clássica do teatro, no qual um texto pronto e acabado é produzido para outros dramatizarem (atores) provocando apenas uma “catarse estética” na plateia. Dessa experiência, Moreno descobriu que, ao representar as próprias situações de vida, as pessoas que atuavam podiam alcançar a catarse de integração, fenômeno que possibilitava as pessoas “dissolverem” esses conflitos, permitindo assim a sua transformação. Isso, com a consequente liberação dos comportamentos inadequados e aquisição de uma conduta mais saudável – “um novo nascimento”. A plateia assume uma participação fundamental, pois é a “caixa de ressonância” dessa ação espontânea. A partir dessas experiências, Moreno concebeu a teoria dos papéis e da espontaneidade-criatividade, eixos do seu constructo teórico.

Moreno emigrou para os Estados Unidos em 1925 onde concluiu a sua obra. Foi o criador da psicoterapia de grupo, da sociometria, do psicodrama, do sociodrama (métodos do sistema socionômico), fornecendo assim as bases da dinâmica de grupos. O sistema socionômico ficou mais conhecido como PSICODRAMA, que é um dos seus métodos mais difundidos.


Sobre nós

semFundo

Associação Brasiliense de Psicodrama e Sociodrama – APB foi fundada em 19 de agosto de 1976, por meio de Assembleia Geral, pela Psicóloga Maria Rita D’Angelo Seixas, como uma associação civil sem fins lucrativos. A ABP oferece curso de especialização em Psicodrama e atendimento.